VÍDEO: Prévias do PSDB terminam em barraco e troca de acusações

Depois de muita turbulência e troca de farpas entre os três candidatos que disputavam os votos de integrantes do partido, o PSDB, enfim, demonstrou, neste domingo (21), que a concorrência interna não ia nada bem e pior que isso: era desleal.

A deputada federal Mara Rocha, do Acre, soltou o verbo e provocou um alvoroço ao denunciar que pessoas ligadas ao governador de São Paulo, João Doria, teriam tentado comprar o voto dela.

Doria disputa com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite e Arthur Virgílio o postod e pré-candidato à Presidência pela legenda.

- Eu tenho mensagens aqui. Se não me deixarem votar, eu vou dizer quem me ofereceu dinheiro para eu votar no Doria. Eu vou votar, senão vou jogar merda no ventilador - avisou a parlamentar.

Quarenta e quatro mil e setecentas pessoas se cadastraram para votar, mas o PSDB disse que houve uma “instabilidade” no aplicativo de votação da sigla e suspendeu o pleito interno. Uma nova data será agendada.

- O PSDB definirá nova data para reabertura do processo de votação para que todos os filiados que não puderam votar neste domingo possam, com tranquilidade e segurança, registrar o seu voto e concluir a escolha do nosso candidato às eleições presidenciais de 2022 - diz o documento.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários