Maradona foi enterrado sem coração

O jornalista e médico Nelson Castro que, recentemente, lançou um livro chamado “La salud de Diego”, um dos futebolistas mais conhecidos do mundo, o argentino Diego Armando Maradona (1960-2020), disse que o craque foi enterrado sem coração porque um grupo de fanáticos pelo atleta tinha um mirabolante plano para retirar o órgão do jogador; assim que ele fosse enterrado.

- Houve uma movimentação de um grupo de Barra Bravas (torcedores organizados do Gimnasia y Esgrima La Plata) que planejava arrombar o caixão e extrair o coração de Maradona. Não se concretizou, porque foi um ato de enorme ousadia. Descobriram que isso ia ocorrer, então extraíram o coração - afirmou.

Apesar da declaração bombástica, Castro também disse que o coração precisou ser removido para constatar a causa da morte do atleta e disse que o órgão de Maradona era muito grande: pesava meio quilo.

- O coração também foi extraído porque era muito importante para a determinação da causa da morte. Ele pesava meio quilo e era muito grande. Um coração costuma pesar 300 gramas. Era um coração grande não só porque ele era atleta, mas também pela insuficiência cardíaca que o ex-jogador sofreu –

O jogador teve uma vida muito boêmia e bastante conturbada, com envolvimento com drogas ilícitas e aproximação com ditadores na América Latina. Maradona deixou uma namorada e 11 filhos, que brigam na Justiça pelos bens do pai.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários