PF reabre investigação para saber quem paga os advogados de Adélio

A Polícia Federal resolveu reabrir o inquérito sobre o atentado sofrido por Jair Bolsonaro, em 2018, que era candidato à presidência do Brasil na época. A instituição quer saber quem paga pelos advogados famosos do ex-integrante do PSOL, Adélio Bispo. Foi ele quem cometeu a tentativa de assassinato nas últimas eleições.

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, agora, vai solicitar ao advogado Zanone Manuel de Olveira Júnior a comprovação de quem paga pela atuação dele no caso.

Assim que soube que o TRF-1 reabriria a investigação, Zanone concedeu entrevista na qual dizia que uma religiosa pagava pelos honorários e que fazia isso "por amor ao próximo". Também chegou a comentar que entrou no caso por interesse midiático.

Ele é apenas um dos defensores de Adélio.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários