VÍDEO: Mulher desabafa após ter processo de adoção recusado por ser cristã

A teóloga e missionária Juliana Ferron compartilhou um vídeo onde conta a situação pela qual vem passando.

Juliana foi impedida de dar continuidade ao processo de adoção de uma criança.

O motivo para o impedimento, segundo ela, são suas "crenças religiosas".

Juliana conta que iniciou o processo na Vara de Infância e Juventude chegando a concluir um curso para a adoção de uma criança. Porém, no dia 21 deste mês, a teóloga recebeu uma sentença por escrito, onde teria sido avaliada por uma psicóloga e uma assistente social.

O documento informa que Juliana foi reprovada para ser mãe adotiva.

- Nessa sentença eu fui reprovada pela justiça dos homens a ser mãe adotiva porque eu tenho crenças religiosas, ou seja, porque eu sou cristã - disse ela, no Instagram.

Juliana ainda pode recorrer, mas afirmou não saber se dará continuidade ao processo de adoção, e que ficou frustrada com a decisão.

- Eu não sei o que eu vou fazer, não sei se vou dar continuidade a isso… Tem que pegar advogado e aí é uma função, eu não sei quanto isso demora, eu não sei quanto isso custa - contou Juliana.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários