Fingindo pedir pizza, mulher liga para polícia e denuncia violência doméstica

Uma mulher, cuja identidade não foi revelada, usou de astúcia para conseguir pedir socorro.

Para conseguir denunciar a violência doméstica de que estava sendo vítima sem despertar as suspeitas do marido, a mulher ligou para a Polícia Militar e desenvolveu a conversa como se estivesse pedindo uma pizza.

CONFIRA A TRANSCRIÇÃO DO TELEFONEMA:

Atendente: - Polícia Militar, emergência.
Vítima: - Boa noite, tem como vocês entregarem uma pizza, fazendo o favor?
Atendente: - A senhora está ligando para a Polícia Militar.
Vítima: - Eu sei. Andradina.
Atendente: - Qual o seu nome?
Vítima: - Não.
Atendente: - Tem alguém armado aí? Faca?
Vítima: - Mais ou menos. Traz uma pizza de…
Atendente: - Você precisa de socorro médico ou não?
Vítima: - Não.
Atendente: - Ok, foi cadastrada a ocorrência.
Vítima: - Obrigada.
Atendente: - Disponha.

A moradora de Andradina, em São Paulo, contou aos policiais que atenderam à ocorrência que estava sofrendo ameaças de morte direcionadas a ela e seus filhos.

O suspeito, que estava em frente à casa quando a PM chegou, conseguiu fugir.

No local foi encontrada uma motocicleta, deixada pelo suspeito e que as autoridades descobriram se tratar de veículo furtado.

A ocorrência foi registrada como violência doméstica, ameaça, localização e apreensão de veículo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários