Sleeping Giants, que luta para desmonetizar canais, pede doações

Você se lembra do Sleeping Giants Brasil, aquele perfil nas redes sociais que tenta desmonetizar canais e empresas que estejam alinhados a uma ideologia diferente da deles? Pois é. O casal que se diz criador do SGBR, Leonardo de Carvalho Leal e Mayara Stelle, de 22 anos, moradores de Ponta Grossa (PR), estão fazendo “vaquinha online” para bancar os custos de se manter “no ar” e também para alçar “novos voos”.

É que o Sleeping Giants descobriu o óbvio e sofre do mesmo mal que faz empresas padecerem: necessitam de dinheiro para continuar nas redes sociais.

Muita gente notou a ausência deles por meses e o motivo seria porque o perfil recebeu uma “enxurrada” de processos judiciais. Mas, não está conseguindo manter os funcionários e, ao mesmo tempo, pagar a defesa de tantas ações.

O Sleeping Giants vigia 24 horas se empresas “perigosas” (em sua maioria, de direita ou conservadora) acessam as mídias programáticas (publicidade digital encaminhada pelo Google com base em visibilidade e cliques). Assim, eles entram em contato com os anunciantes e fazem pressão para eles retirarem a promoção dessas páginas.

O problema é que, nem Leonardo nem Mayara contavam que teria um revés essa história e, agora, eles sofrem daquilo que mais ajudaram a divulgar: o cancelamento digital.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários