VÍDEO: “Manifestar opinião não é crime”, diz Maurício Souza a Pablo Vittar

O cantor Pablo Vittar, de 28 anos, participou do programa de entrevistas da Rede Globo, "Conversa com Bial", na quinta-feira (11), e criticou o jogador de vôlei Maurício Souza, que havia comentado nas redes sociais ser contra o novo superhomem gay.

- Eu acho que ele tinha que ficar calado porque minha mãe me ensinou que, quando a gente não tem nada a acrescentar, a gente fica de boquinha calada, sabe? - disparou a drag queen.

E completou:

- Opinião homofóbica é crime, então lide com as consequências. E que as outras pessoas que também compactuam com esse mesmo pensamento se liguem, fiquem atentas, mudem seu jeito, porque isso é crime. Homofobia não é legal e, cara, 2022 já batendo aí na porta. Vamos aprender –

O atleta rebateu a declaração do artista e publicou vídeo nas redes sociais dizendo:

- Manifestar opinião não é crime. Isso é crime: abuso infantil, pedofilia, ideologia de gênero e linchamento digital –
- Sou pai. Seguirei defendendo as famílias e nossas crianças –

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários