Mulher é detida após xingar Bolsonaro

Uma mulher de 30 anos foi detida por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), neste sábado (27), após xingar o presidente Jair Bolsonaro, em Resende, no Rio de Janeiro. O chefe do Executivo estava na cidade para participar de um evento na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman).

A comitiva do presidente Bolsonaro percorria o pequeno trajeto entre o Hotel de Trânsito da Aman e a Academia, quando a mulher percebeu o veículo presidencial e começou a ofendê-lo.

Imediatamente, os policiais deram voz de prisão a ela com base nos artigos 140 e 141 do Código Penal, que preveem reclusão de um a três anos, nos casos de injúrias contra várias pessoas e contra pessoas com mais de 60 anos. A pena pode ser aumentada em um terço se a vítima for o presidente da República ou o chefe de um governo estrangeiro.

- A passageira de um veículo Ford/Fiesta, ao passar pelo presidente, proferiu várias palavras de baixo calão e xingamentos dirigidos à pessoa de Bolsonaro - explicou em nota a PRF -

Ela assinou um Termo Circunstanciado e foi liberada porque a injúria tem um potencial ofensivo menor e não há prisão.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários