VÍDEO: Em CPI da Chapecoense, Kajuru pede para “ouvir” piloto morto

O senador da República, Jorge Kajuru (Podemos-GO), cometeu um erro gravíssimo durante a CPI da Chapecoense, Comissão Parlamentar de Inquérito que busca encontrar os culpados pelo acidente aéreo ocorrido em 2016 e que matou 71 pessoas.

Durante sua fala, o congressista demonstrou que não conhecia nada da tragédia e pediu para o colegiado ouvir o piloto do avião, o boliviano Miguel Alejandro Quiroga, que levava o time de futebol.

É que a responsável pela aprovação do plano aéreo da viagem, Célia Monasterio, tem usado em sua defesa que o erro foi do piloto morto e não dela, que deixou os tripulantes seguirem o trajeto; mesmo sabendo que não havia combustível sufuciente.

Ela foi presa no Brasil em 23 de setembro, pela Polícia Federal, que cumpria determinação do ministro do STF, Gilmar Mendes. A controladora de voo é procurada pela Justiça Boliviana por atentado contra a segurança do espaço aéreo.

Coube ao senador Jorginho Mello (PL-SC) que, com muita paciência e educação, informou que o piloto foi uma das vítimas do acidente e Kajuru responde:

- Ah, o piloto que ela culpa faleceu? -

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários