Porciúncula rebate Correio Braziliense: “Richard Wagner morreu 36 anos antes do nazismo ser criado”

O Correio Braziliense acusou a Força Aérea Brasileira (FAB) de homenagear o presidente Jair Bolsonaro com uma música do compositor alemão Richar Wagner (1813-1883), a quem o jornal disse que era um influenciador do Governo de Adolf Hitler (1889-1945) e insinuou que o chefe do Executivo seria nazista.

O Secretário Nacional de Incentivo e Fomento à Cultura - Lei Rouanet e Capitão da PM-BA rebateu a publicação e escreveu no Twitter:

- Dos mesmos idiotas que transformaram as obras de Monteiro Lobato em racistas, agora temos o compositor de música clássica nazista. Detalhe: Richard Wagner morreu em 1883, 36 anos antes do nazismo ser criado -

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários