Em ritmo de campanha, Lula tenta aproximação com os evangélicos

Em eventos com evangélicos, o ex-presidente e ex-presidiário, Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, causou espanto ao afirmar que, durante sua prisão na sede da Polícia Federal, em Curitiba, ele assistiu a cultos gospel.

- O que nós provamos foi que o Brasil tem jeito, a religião pode ser feita com muita verdade e ninguém precisa utilizar da boa-fé dos outros, porque a fé é uma coisa sagrada. Tenho fé em Deus que a gente pode consertar esse país, podemos fazer a economia voltar a crescer, voltar a gerar emprego formal, cuidar do meio ambiente. Não podemos perder a fé do povo - argumentou.

A afirmação do petista surpreendeu e foi motivo de duras críticas por parte de líderes evangélicos como o pastor da Assembleia de Deus, Silas Malafaia. É que, logo após a saída do político da prisão, ele foi se encontrar com o Papa Francisco, da Igreja Católica.

- A esquerda não engana mais a gente. Esse negócio de querer abrir bíblia, levantar mãozinha, não funciona mais. Meu irmão, nós não somos mais trouxas. A esquerda é contrária a todos os nossos princípios ideológicos. O PT votou contra tudo aquilo que temos como princípio básico e não abrimos mão. Lula não vai enganar o povo evangélico”, disparou o pastor, lembrando que ele teve o apoio das principais denominações cristãs do país em 8 anos de governo, mas desperdiçou a oportunidade de mostrar lealdade ao "povo de Deus" -

O vereador de Belo Horizonte, Nikolas Ferreira, que é filho de pastor e líder de igreja ironizou a declaração de Lula e disse:

- Assistiu aos cultos mas continuou petista? Hum... Não assistiu culto, não - debochou.

Segundo a coluna de Mônica Bérgamo, na Folha de S.Paulo, de 3 de maio de 2018, menos de um mês após a prisão do político, Lula reclamou que “não aguentava mais ver tanto programa religioso na tela”.

- O ex-presidente tem reclamado da programação da TV aberta, a única a que tem acesso na sala em que está preso - escreveu a jornalista na época.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários