Volta, Trump! Biden retira as Farc da lista de organizações terroristas

As Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc) não fazem mais parte da lista de organizações terroristas dos Estados Unidos.

Isso mesmo! O Governo do democrata Joe Biden anunciou, nesta terça-feira (30), que excluiu o grupo criminoso porque, de acordo com o Secretário de Estado, Antony Blinken, o Estado colombiano selou a paz com os guerrilheiros em 2016 e eles aceitaram se desarmar.

- Após um acordo de paz de 2016 com o governo colombiano, as Farc foram dissolvidas e desarmadas oficialmente. Não existem como organização unificada dedicada ao terrorismo ou a atividades terroristas ou com a capacidade ou intenção de fazê-lo - alegou.

O ex-comandante do grupo terrorista, Rodrigo Londoño, mais conhecido como Timochenko, comemorou a decisão do governo americano, no Twitter. Atualmente, as Farc se transformaram em partido político no país.

- Saúdo a decisão do Departamento de Estado dos Estados Unidos de remover as Farc-EP da lista de organizações terroristas. É um reconhecimento do nosso compromisso com a paz e nosso cumprimento rigoroso com o que foi acordado no Acordo de Paz - escreveu Timochenko.

Segundo relatório do governo da Colômbia, de 2018, o conflito armado deixou mais de 262 mil civis mortos, efetuou quase 38 mil sequestros, recrutou forçadamente 17.804 adolescentes e crianças, deixou mais de 80 mil desaparecidos e milhares de estupros foram denunciados.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários