“Para cada uma mulher morta no Brasil, DUAS são negras”. Que conta é essa, senadora Eliziane?

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), ao elaborar pergunta lacradora para o ex-Ministro da Justiça e ex_Advogado-Geral da União (AGU), André Mendonça, durante a sabatina dele na CCJ da Casa, nesta quarta-feira (1), se confundiu com os números e disse:

- Para cada mulher morta... Negra... morrem... ééééé, para cada mulher morta no Brasil, pelos menos DUAS são negras -

Detalhe: ela é relatora da sabatina e não deve ter dado uma olhadinha no papel que os assessores dela tinham formulado o questionamento ao advogado. Eliziane, por sinal, já havia dado outro “fora” na CPI da Covid-19, quando apontou o congressista Luiz Carlos Heinze (PP-RS) de propagar Fake News, mas não comprovou a acusação.

Eliziane também é investigada em uma Operação Política Supervisionada (OPS). Ela é acusada pelo exagerado consumo de combustível em seu gabinete, mas alega que a confusão é contábil.Apenas um carro que pertence ao gabinete dela tinha um tanque de 3.260 litros de combustível ao custo de R$ 15 mil.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários