Bolsonaro diz que, se reeleito, indicará mais dois ministros evangélicos ao STF

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), disse, nesta segunda-feira (6), que, caso seja reeleito para o cargo em 2022, indicará mais dois ministros evangélicos ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A declaração foi dada a apoiadores que comemoravam a aprovação do pastor evangélico, ex-Ministro da Justiça e ex-Advogado-Geral da União (AGU), André Mendonça, no Senado Federal, semana passada.

Desde que assumiu o comando do Brasil, Bolsonaro já indicou dois ministros ao posto. O primeiro foi Kássio Nunes Marques e, agora, Mendonça. No ano que vem, nenhum dos atuais integrantes da Corte se aposentará. Mas, em 2023, saem Ricardo Lewandowski (maio) e Rosa Weber (outubro). Então, Bolsonaro poderá indicar mais duas pessoas ao Supremo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários