Bolsonaro reclama de pesquisas eleitorais: “Fraudadas”

O presidente Jair Bolsonaro se manifestou após o instituto Genial/Quaest divulgar pesquisa em que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apareceria no topo das intenções de voto e ganharia as eleições do ano que vem já no primeiro turno.

O petista foi rejeitado na Região Nordeste do país, que o Partido dos Trabalhadores sempre considerou reduto eleitoral da legenda. Para evitar ser alvo de violência, Lula optou por não fazer caravanas pelo país, como Bolsonaro faz regularmente.

Mesmo assim, de acordo com o levantamento, o ex-presidiário tem 46% das intenções de voto, Bolsonaro tem 23% e o ex-juiz Sérgio Moro 10%.

O chefe do Planalto criticou as pesquisas recentes feitas por institutos que acabaram de ser criados e apontou que os resultados diferem de levantamentos feitos pela internet.

- Está cada vez mais na cara que as pesquisas são fraudadas –

E completou:

- É mais sincero e espontâneo. Pessoal mais humilde já tem telefone e cada vez mais interage com a política –

Ao final dos comentários, Bolsonaro ainda fez um alerta ao povo brasileiro:

- Dependendo de quem vier no meu lugar, pode ser o fim do Brasil - avisou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários