Mulher, que fingia ser Alessandra Ambrósio, enganava outro homem

Além do jogador de vôlei Roberto Cazzaniga, Valéria Satta, de 50 anos, também enganava outro homem, identificado como Massimo.

Foi a vítima quem descobriu o fato sozinho. Ele assistia as reportagens sobre a denúncia do atleta e a história de Cazzaniga o chamou a atenção. Foi quando ele ouviu Valéria falar na televisão e, então, teve a certeza de que havia sofrido o mesmo golpe.

Massimo disse que, ao contrário do jogador de vôlei, ele não respassou nenhum valor para a "amada". Ao invés disso, era ela quem o presenteava. Eles também nunca se encontraram pessoalmente.

Cazzaniga, por sua vez, ainda está inconsolável com o que passou. Ele namorou a "falsa Alessandra Ambrósio" por 15 anos e ainda costuma se lembrar bastante dos momentos íntimos que teve com a suposta modelo ao telefone.

Valéria é apenas uma mãe solteira e desempregada, que vive na Sardenha. Apesar de não ter emprego fixo, os polciais descobriram que ela fez reforma completa na casa em que vive com os dois filhos, em 2017.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários