Bolsonaro torna forró patrimônio cultural do Brasil

O Governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) oficializou o forró como Patrimônio Cultural do Brasil. O evento ocorreu nesta segunda-feira (13) e contou com a participação do Ministro do Turismo, Gilson Machado, que fez uma apresentação do ritmo.

O cantor e compositor Alcimar Monteiro foi quem recebeu o título em nome de todos os artistas do ramo e a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Larissa Peixoto, disse que o reconhecimento feito pelo Governo Federal foi merecido porque mais de 52 bens imateriais já foram registrados no país.

- A partir de agora, todo o conhecimento acumulado, do forró, pé de serra, do baião, xote, arrasta pé, será preservado para que gerações futuras possam desfrutar dessa obras genuinamente brasileiras - explicou.

Bolsonaro não fez discurso na cerimônia, mas aproveitou o momento pra dizer que projeto de autoria do deputado Evair Vieira (PP-ES) prevê incluir o nome de Luiz Gonzaga, maior ícone do forró no Brasil, no livro de Heróis da Pátria.

- O deputado Evair já mandou a assessoria redigir o projeto, que, com toda certeza, será aprovado por unanimidade - comemorou o presidente.

O evento também realizou homenagem póstuma ao cantor, que é considerado o "Rei do Baião". Ele faleceu em 1989 e hoje completaria 109 anos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários