Ministério da Saúde investiga homem que se vacinou 10 vezes contra a Covid-19

O caso aconteceu na Nova Zelândia. As autoridades descobriram que um homem se vacinou 10 vezes contra a Covid-19 no mesmo dia.

As autoridades sanitárias do país descobriram que o rapaz recebia a vacina em nome de outras pessoas que não queriam se imunizar e recebia dinheiro por isso.

O Ministério da Saúde da Nova Zelândia não costuma cobrar documento com foto de quem vai se vacinar para não impedir o bom andamento do cronograma federal. Por isso, as autoridades acreditam que foi fácil para o homem percorrer 10 postos de imunização para receber o fármaco.

- As pessoas que não têm uma forma de identificação com foto são desproporcionalmente pessoas em grupos vulneráveis - sem-teto ou transitórios, idosos, jovens, pessoas com deficiência - explicou um porta-voz do Ministério.

A Nova Zelândia tem pouco mais de 5 milhões de habitantes e teve 32 pessoas mortas em virtude do novo coronavírus. Mesmo assim, o país o país fez um lockdown severo e, só a partir de janeiro do ano que vem, vão começar a flexibilizar a entrada de viajentes no território dos descendentes haka.

Além disso, todos os trabalhadores que têm contato com o público foram obrigados a se imunizar pelo governo.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários