Mercado entra em pânico no Chile após vitória de Boric

Após a vitória do esquerdista Gabriel Boric, de 35 anos, nas eleições presidenciais do Chile, a bolsa de valores do país teve uma queda, imediatamente, nesta segunda-feira (20).

O peso retrocedeu em 3% e o índice da bolsa em 5%.

- Os preços de mercado não tinham incorporado que Boric poderia ganhar com uma margem tão ampla e um comparecimento tão alto - explicou o vice-gestor de estratégia de investimento da Falcom Asset Management, Hugo Osorio.

Boric concorreu à presidência com alianças feitas com vários partidos de esquerda, incluindo o Partido Comunista. Ele planeja seguir os passos de Alberto Fernández, da Argentina, e aumentar os impostos dos ricos e da mineração e já disse que vai acabar com as pensões privadas do Chile.

Como as empresas privadas e o investimento estrangeiro podem ser muito afetados por um governo de esquerda, a bolsa de valores sentiu, rapidamente, o peso de uma administração equivocada.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários