Emir de Dubai é condenado a pagar R$ 4,1 bilhões à ex-mulher e filhos

Mohamed bin Rashid Al-Maktoum, de 72 anos, emir de Dubai, foi condenado pela Justiça britânica a pagar R$ 4,1 bilhões à ex-mulher e aos dois filhos que tiveram juntos.

Haya Bint Al-Hussein, de 47 anos, princesa da Jordânia, era uma das seis esposas do emir e a mais nova. Ela casou com Al-Maktoum em 2004, mas disse que foi obrigada a contrair matrimônio com o emir. Ela conseguiu fugir de casa, foi para o Reino Unido e pediu proteção para ela e os filhos: uma menina de 14 anos e um menino de 9.

Ela disse que o ex-marido fez várias ameaças contra ela e uma vez quase foi jogada do helicóptero pelos seguranças do emir.

A defesa de Al-Maktoum alegou que este era um caso de família. Mas, a justiça britânica não levou em consideração os apelos do bilionário e concedeu a maior indenização por divórcio na história de um tribunal inglês.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários