Incra afirma que houve queda considerável de invasões a fazendas no Governo Bolsonaro

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, o Incra, registrou apenas 11 invasões a fazendas no Brasil em 2021. Em 2019, foram 7 e 2020, somente 6.

Esses são dados históricos desde que o Incra começou a fazer a contagem das invasões no país, em 1995.

Só para se ter ideia, nos Governos do socialista Fernando Henrique Cardoso, foram 2.442 propriedades privadas invadidas. Nas gestões do PT, juntando a de Lula com a de Dilma, foram 2.937 invasões. Mas, nos três anos do Governo Bolsonaro, esse índice caiu drasticamente para 24.

O Incra acredita que a permissão dada pelo Governo Federal para que os proprietários de terra utilizassem armas para se proteger em toda a área do imóvel contribuiu bastante para intimidar os invasores. Isso porque, antes do presidente Jair Bolsonaro, os fazendeiros só poderiam andar armados dentro da sede da fazenda.

Fora isso, a fonte dos recursos para as ONGs secou e o Executivo Nacional parou de encaminhar verbas públicas para as entidades que organizavam essas invasões, assentou quase 4.500 famílias e deu mais de 109 mil títulos. Como consequência das medidas adotadas, o pequeno agricultor não viu mais motivos para invadir a terra alheia.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários