"Pais que não vacinarem os filhos podem perder a guarda", diz juiz da Infância de SP

O juiz da Vara da Infância e Juventude de São José do Rio Preto, em São Paulo, Evandro Pelarin, chocou os pais e responsáveis de crianças no Brasil ao afirmar que eles poderiam perder a guarda dos menores; caso deixassem de imunizá-los contra a Covid-19.

O magistrado disse que, embora o Ministério da Saúde órgão que rege a vacinação em âmbito federal não concorde com a vacina para crianças de 5 a 11 anos, a imunização já se tornou obrigatória no momento em que alguns servidores da Anvisa autorizaram o uso.

- A lei não fala de vacina B, X e Y. Está na lei, tem de cumprir. Caso o pai descumpra a lei, é determinado que o Conselho Tutelar leve a criança até o posto mais próximo. Os pais respondem pelo crime de periclitação da saúde. Eles correm o risco de perder a guarda dos filhos - alegou.

A vacinação de crianças contra a Covid-19 divide opiniões no mundo científico; uma vez que a taxa de mortalidade delas ficou bem menor do que a de outros públicos-alvo. Além do mais, elas transmitem menos o coronavírus do que os adultos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários