Médico de Bolsonaro define hoje se presidente precisará de cirurgia

O médico-cirurgião Antonio Luiz Macedo, que atende o presidente Jair Bolsonaro desde que ele sofreu tentativa de homicídio em 2018, decide, nesta terça-feira (4), se ele precisará passar por outra cirurgia.

Macedo estava em férias nas Bahamas e voltou, às pressas, para o Brasil a fim de avaliar as condições de saúde do presidente.

Bolsonaro também estava de férias em Santa Catarina, mas tevem dores abdominais no domingo (2) e foi transferido para São Paulo e está internado no Hospital Vila Nova Star, onde o médico dele trabalha.

Em áudio de WhatsApp para a equipe do hospital, Macedo orientou os colegas e pediu que o aguardassem.

- A decisão se Bolsonaro vai ser operado ou não depende de um exame clínico criterioso por parte do cirurgião. Não é uma tomografia que vai dizer se vai ser operado, hemograma, PCR, nada disso. É o exame clínico adequado por parte do cirurgião - avisou Macedo.

E acrescentou:

- Mas, eu chegando, vou direto ao hospital. Vou examinar direitinho e ver se há necessidade de operação ou não - completou.

Ainda na segunda-feira (3), o senador Flávio Bolsonaro (PL) afirmou que o estado de saúde do pai não era grave e que, provavelmente, não necessitaria de novo procedimento cirúrgico.

- Pelas notícias que nós temos até agora, não é nada grave e não vai precisar de cirurgia. Vamos aguardar a posição definitiva do médico e da equipe do doutor Macedo - informou.

Para o Congressista, o pai só teve esse mal-estar porque saiu da rotina de alimentação a que é submetido desde que sofreu o atentado, há três anos.

- Quando ele está na sua rotina no Palácio do Planalto, ele consegue ter uma alimentação muito melhor, em horários mais regrados. Agora que ele tirou alguns poucos dias para poder descansar, isso pode, sim, ter afetado a rotina dele e pode ter sido o fator que gerou o entupimento parcial do seu intestino - explicou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários