Austrália cancela visto e pretende deportar Djokovic por falta de vacinação

O Governo da Austrália resolveu cancelar o visto e, em seguida, deportar o tenista Novak Djokovic, o número 1 do mundo.

O atleta disputaria o Australian Open a partir de 17 de janeiro, mas o governo australiano não admitiu a falta de certificado de vacinação contra a Covid-19.

O ministro da saúde australiano, Greg Hunt, se justificou e disse que o sérvio "falhou em apresentar a documentação apropriada pedida no país e, por isso, seu visto foi automaticamente cancelado".

O atleta entrou com um pedido de liminar para impedir sua deportação. Ele disse que obteve permissão para entrar na Austrália sem apresentar comprovante de vacinação. Mas, nesta quarta-feira (5), entretanto, a ministra do Interior, Karen Andrews, afirmou que as normas sanitárias terão de ser cumpridas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários