Marcos Pasquim revela que era obrigado a tirar camisa em cena: "Nunca partiu de mim"

O veterano ator da Rede Globo, Marcos Pasquim, comentou no programa de Otaviano Costa, marido de Flávia Alessandra, sobre o incômodo de trabalhar apenas papéis sensuais na emissora.

- Nunca partiu de mim. Nunca disse: 'hoje, estou a fim de fazer (a cena) sem camisa'. Estava escrito no roteiro: Esteban tira a camisa. Chegou uma hora em que pensei: precisa mesmo tirar tanto? - desabafou.

E continuou:

- Sempre foi assim. Antes de mim, teve o Mario Gomes, o Kadu Moliterno e André Di Biasi na 'Armação Ilimitada'. O Humberto Martins. Os galãs de hoje, como Cauã Reymond e Caio Castro, também tiram a camisa - emendou.
- Quando você entra na Rede Globo, se tiver um corpo legal, a Globo vai usar. Não pense que, se você for bonitinho, fortinho, a Globo não vai tirar a sua camisa. Ela vai tirar - avisou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Ator em cena (CRÉDITO: REPRODUÇÃO)
Ator em cena (CRÉDITO: REPRODUÇÃO)
Mostrar comentários