Justiça Espanhola permite que sexo oral sirva como forma de pagamento de dívida

Na segunda-feira (3), um caso peculiar que da Suprema Corte Espanhola vem chamando a atenção do público devido a um fato inusitado. A Justiça do país validou o pedido de uma mulher de pagar sua dívida com seu ex-cunhado por meio do sexo oral.

O valor da dívida era de R$ 96,3 mil e a Justiça autorizou a façanha contanto que fosse feita consensualmente. Todavia, depois que o ato ocorreu, a mulher recorreu novamente ao Poder Judiciário; para que fosse encerrada a realização do ato com o ex-cunhado, que pediu que o restante fosse pago em dinheiro.

A Justiça ponderou, mais uma vez, e disse ao rapaz que a dívida já estava paga e que o ato foi consensual.

O caso é de 2019, mas, só agora a imprensa local tomou conhecimento.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários