"PT quer tirar do salário do trabalhador para repassar aos sindicatos", acusa Moro

O ex-Ministro da Justiça e ex-juiz federal, Sérgio Moro, resolveu dar uma cutucada no Partido dos Trabalhadores, cujo maior expoente é o ex-presidente e ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva, que ele mandou pra cadeia durante sua atuação na "Operação Lava Jato".

Moro, que também é pré-candidato à presidência da República, compartilhou e comentou um editorial do Estadão, no domingo (9), que dizia: "O PT não sabe o que é cidadania".

Aproveitando o ensejo da publicação, o ex-magistrado declarou:

- Temos que olhar pra frente: fazer a economia crescer e gerar empregos. E não voltar aos tempos de recessão. O que o PT quer, na verdade, é a volta da contribuição sindical obrigatória: tirar dos salário do trabalhador para repassar aos sindicatos amigos - alfinetou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários