Homem recebe coração de porco modificado em transplante nos EUA

O coração - geneticamente modificado - de um porco foi transplantado num homem, há três dias, no Estado de Maryland, Estados Unidos.

O paciente, David Bennett, de 57 anos, sofria de uma doneça cardíaca terminal e o único tratamento disponível para o caso dele era o coração do animal.

- Era morrer ou fazer esse transplante. Eu quero viver. Eu sei que é um tiro no escuro, mas é minha última escolha - disse o idoso antes de se submeter à cirurgia.

Antes de implantarem o órgão no homem, os médicos retiraram três genes que costumam ser rejeitados pelo sistema imunológico humano e outro para impedir o crescimento excessivo de tecido cardíaco do animal.

Como o procedimento é de alto risco, Bennett ainda será monitorado por semanas e, se tudo der certo, mais de 106 mil pessoas estão na fila de espera de transplantes e poderão ser beneficiadas com a nova técnica.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários