Turistas aproveitam a tragédia recente do Capitólio para fazer fotos sensuais e atrair likes e seguidores

Uma tragédia, quase que anunciada, em Capitólio (MG), ceifou a vida de dez pessoas.

O paraíso se tornou inferno em questão de segundos, um "prato cheio" para a "inprença" sensacionalista, que chegou até a ligar o nome do barco (Jesus) com o acidente. (!)

Políticos, como de costume, surfaram no mar de dor dos familiares que perderam seus entes queridos.

Até o chefe da nação, mas quase sempre isento de noção, postou em suas redes sociais o vídeo do momento em que pessoas eram atingidas pela gigantesca rocha e esmagadas, afundavam para a morte.

Qual o sentido de uma publicação desta?

Seu opositor, o ex presidente que nunca se importou em usurpar a nação, também não perdeu tempo e convocou sua "açeçoria" para espalhar ao mundo o quanto ele está abatido pelo ocorrido.

Se mostrar "bom" gera votos!

Não há mais bom senso, limite e muito menos a tal empatia que tanto se fala nas mídias.

Celebridades hoje não poupam desafetos nem na hora da morte, algumas até comemoram o triste fim de um suposto rival, mas fazem tudo isto em "nome do amor", afinal juram que são cristãos, pessoas do bem, portanto estão sempre com a razão.

Mas, em matéria de falta de timing, nenhuma empatia e zero de bom senso, a medalha de ouro vai pra turma dos "influenciadores" do Instagram, onde VALE TUDO para se ter likes e seguidores, esta nova moeda de ouro do mercado.

Quanto mais hipócrita, fútil e cabeça vazia, mais milhões de seguidores se adquire.

Vale até fazer pose sensual, seguida de hashtags que caberiam tão bem numa catástrofe, quanto um time inteiro da NBA caberia num Ford Ka.

A (des)humanidade vive uma de suas piores fases, onde a imagem se sobrepõe à razão e ao amor. Respeito e empatia, infelizmente, são só palavras-chaves para funcionar de isca para atrair iguais para o mesmo mar da estupidez.

O bom senso se tornou peça tão rara e tão deprezada quanto a existência do gênio.

Texto: Facebook "A Toca do Lobo"

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários