Estudante de 19 anos consegue hackear 25 carros da Tesla em 13 países

David Colombo, um pesquisador de segurança digital que está abrindo uma startup em Dinkelsbühl, na Alemanha, onde nasceu, disse no Twitter ter encontrado uma falha no sistema da montadora do bilionário Elon Musk.

Colombo contou aos seguidores que, por conta do "defeitinho", ele desbilitou a segurança dos veículos, abriu portas e janelas, ligou os carros (mesmo sem as chaves), acendeu luzes e o som e até localizou onde cada carro estava pra ver se havia algum próximo de onde o hacker estava. Ele não encontrou um jeito de dirigir os automóveis, remotamente, embora tenha procurado uma forma.

Ele alegou que a falha no sistema que o permitiu ter acesso a tantos detalhes não vem de fábrica, mas sim, do mau uso do carro feito pelo próprio dono.

O rapaz não explicou como conseguiu fazer tudo isso. Mas, disse que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, onde a montadora se localiza, afirmou que a vulnerabilidade na segurança é válida.

Ao ser notificada do ocorrido, a Tesla disse estar investigando o caso e prometeu entrar em contato com o pesquisador, o mais breve possível.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários