Filha de Tadeu Schmidt, da Globo, se identifica como pessoa "queer"

Valentina Schmidt, de 19 anos, usou as redes sociais para "sair do armário". A jovem escreveu um textão no Twitter, em junho do ano passado, se declarando pessoa "queer", mas, apenas nesta quarta-feira (12), o desabafo veio ter a repercussão esperada. A menina acrescentou que estava "confortável" com a nova orientação.

- Por anos, tive muita dificuldade em me aceitar e me amar, e isso bloqueava de certa forma meu amor por outras pessoas -
- Então, depois de anos em dúvida, cheguei numa conclusão da qual me orgulho e finalmente me sinto confortável: sou queer, ou seja, no meu caso, minha orientação sexual e atração emocional não correspondem à heteronormatividade. Eu me amo e amo todes vocês - concluiu.

As pessoas "queer" são aquelas que não se identificam com o gênero de nascença e nem a sexualidade . No caso, a filha mais velha do apresentador acredita se adequar mais ao estereotipo masculino.

O ex-titular do Fantástico tem mais uma filha, Laura, de 17 anos.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários