Empossado ministro do Supremo, Mendonça pede informações sobre o Fundão

O recém-empossado ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, que foi indicado ao cargo pelo presidente Jair Bolsonaro, em julho de 2021, solicitou que o chefe do Executivo e os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal se manifestem em até 5 dias sobre o Fundão.

A polêmica em torno do Fundo Eleitoral, verba destinada a bancar as campanhas dos políticos, teve um acréscimo exorbitante para R$ 5,7 bilhões. Bolsonaro não concordou com o aumento e resolveu vetar, mas o Congresso derrubou o veto e a questão foi para na Suprema Corte.

Assim que foi empossado no cargo, Mendonça pediu mais informações aos interessados e sinalizou que leverá o caso para o plenário do Supremo.

- Em homenagem à segurança jurídica (...), demonstra-se recomendável que esta Corte aprecie de maneira colegiada o pleito cautelar - avaliou o magistrado.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários