VÍDEO: Professor de Harvard defende Bolsonaro no "Roda Viva": "O Brasil não é uma ditadura"

A jornalista Vera Magalhães, do programa Roda Viva, entrevistava o historiador e professor da Universidade de Harvard, nesta segunda-feira (10), quando elaborou uma longa e tendenciosa pergunta sobre o Governo do presidente Jair Bolsonaro, de quem a comunicadora já admitiu que não concordar.

Na ocasião, Vera questionou o pesquisador de forma a fazê-lo criticar o Governo Federal e culpá-lo pelo contágio da população em virtude da Covid-19:

- Porque, aqui, no Brasil, todas as decisões do Ministério da Saúde dependem, majoritariamente, do presidente da República. Ele, inclusive, trocou de Ministro da Saúde no curso da pandemia. Ou seja: no intervalo de pouco mais de um ano, a gente teve 4 ministros da Saúde porque nenhum deles, os anteriores, se encaixavam, exatamente, no que o presidente queria e o último deles, ao ser demitido, agravou fortemente a pandemia justamente porque fez o que o presidente da República queria. Então, num país assim tão dependente da vontade do seu governante, em que o governante adota um negacionismo explícito, inclusive em relação às vacinas e compras, não torna inválido o que o senhora falou da pouca importância do peso da liderança no agravamento da crise?

Ferguson rebateu a colocação da jornalista e disse que, no exterior, todos sabem que o Brasil não passa por uma ditadura e que o Congresso tem enorme "peso" nas decisões do Executivo Nacional.

- (...) Claramente, tem sido um tema recorrente da cobertura da mídia brasileira que o presidente Bolsonaro interveio mais do que o Donald trump fez na resposta do sistema público de saúde brasileiro. (...) Se estudar o Brasil de perto (verá) que o Brasil não é uma ditadura e um poder considerável segue sendo exercido por partidos políticos (oposição) no Congresso - rebateu o historiador, descartando a possibilidade de culpa exclusiva no chefe do Planalto.

E completou:

- O que causou excesso de mortalidade no Brasil não foi muito diferente do que causou isso no Peru e em outros países da região - alfinetou.

Assista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários