Pagador de pesquisa, que dá vitória a Lula, tem estreita ligação com o PT

O pagador da primeira pesquisa do ano de 2022, que dá vitória certa a Lula (PT), com 45% das intenções de voto e 4 pontos à frente dos seus principais adversários, é um banco que já foi citado em delação premiada do doleiro Lúcio Funaro, em 2017.

O Banco Genial, novo nome do antigo Brasil Plural, investiu R$ 260 mil no levantamento e afirma que o petista preso por corrupção vence a disputa presidencial deste ano.

As informações sobre a instituição financeira fazem parte de um cruzamento de dados entre o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Receita Federal e do Portal Transparência e atestam que o Banco Plural tem ligação estreira com o PT há anos. Inclusive, em 2019, parlamentares do Piauí denunciaram que o governador Wellington Dias (PT) fazia empréstimos com a instituição mas o banco, sequer, dava lucro. O prejuízo acumulado dele já somava quase R$ 21 milhões. Por conta disso, o contrato foi investigado.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários