Moro chama Lula para debate sobre mensalão e Petrobras: "A qualquer hora"

O ex-juiz federal e também pré-candidato à presidência da República, Sérgio Moro (Podemos), o mesmo magistrado que mandou prender Lula (PT), desafiou o petista a debater com ele sobre mensalão e Petrobras "a qualquer hora".

Lula foi acusado pela operação da Polícia Federal, "Lava Jato", de integrar uma rede de propinas que quase faliu a estatal.

O recado foi dado nesta sexta-feira (14), depois que Moro tomou ciência de que um grupo de advogados denominado "Prerrogativas", que apoia o lulismo, disse que ele queria fazer mudanças drásticas no Judiciário. O ex-ministro da Justiça rebateu a acusação e comentou que os colegas não passavam de "advogados corruptos".

O "Prerrogativas" foi o grupo que realizou um jantar em São Paulo, em dezembro do ano passado, no qual o advogado Antonio Cláudio Mariz de Oliveira afirma que não é preciso punir Lula porque o crime já aconteceu.

- O crime já aconteceu, de que adianta punir? (...) Que não se ache que a punição irá combater a corrupção - despistou, acrescentando que é compromisso da "advocacia brasileira" colocar Lula na presidência "em nome da "dignidade e da honestidade".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários