Anvisa permite o uso da CoronaVac em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos

A Agência Nacional e Vigilância Nacional (Anvisa) aprovou o uso da CoronaVac em crianças e em adolescentes na faixa etária de 6 a 17 anos de idade, com restrição a imunossuprimidos.

A confirmação veio nesta quinta-feira (20), quando cinco diretores da Anvisa votaram a favor do uso da vacina em menores.

A recomendação do órgão é que a dose que será destinada para as crianças seja a mesma que é para os adultos: 600 SU do antígeno do vírus inativo em 0,5 ml. Quanto ao intervalo de aplicação será de duas a quatro semanas.

A autorização só veio depois do segundo pedido feito pelo Instituto Butantan, responsável pela CoronaVac. Sendo que o primeiro processo foi apresentado em julho de 2021. Porém, em agosto o órgão decidiu não aprovar; uma vez que não teriam dados suficientes para sustentar a anuência da reguladora.

Países como a China, Chile, Equador, Indonésia e Camboja já autorizaram a vacinação em crianças.

- Aprovar o uso de mais uma vacina pediátrica é ampliar o direito do acesso ao imunobiológico que tem como finalidade proteger a saúde, em especial em um momento em que há aumento de transmissão pela variante Ômicron - finalizou a relatora do processo, Meiruze Freitas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários