Em lista dos 50 países que mais perseguem os cristãos, Afeganistão pulou para o 1º lugar

A organização cristã Portas Abertas, que mapeia a atividade missionária e cristã ao redor do mundo por meio dos números de mortos, prisões e incidentes com adeptos e líderes de igrejas, acaba de listar os 50 países que mais perseguem os cristãos. O Afeganistão que, em agosto de 2021, as forças americanas abandonaram e o poder foi tomado pelo Talibã, encabeça o ranking.

O grupo terrorista tem feito uma pressão tão grande contra cristãos que vivem no país, que o Afeganistão conseguiu passar à frente até mesmo da fechada Coreia do Norte, de Kin Jong-Un, que estava no topo da lista há 24 anos.

Ao todo, são mais de 360 milhões de cristãos espalhados e perseguidos mundo afora, um aumento de 20 milhões de crentes cujos direitos foram violados somente em 2021. O ano passado, inclusive, ganhou um recorde nada positivo: foi o ano em que os níveis de perseguição foram mais altos, alcançando para cada 7 seguidores de Cristo, um é perseguido.

E o Afeganistão tem uma relação intríseca com esses novos dados.É que a violência à comunidade cristã aumentou, drasticamente, com o Talibã governando. Em poucos meses, o país se tornou o lugar mais perigoso do planeta para viver, se você professa Jesus Cristo, como Senhor e Salvador.

- É bom deixar claro que a Coreia do Norte continua com uma perseguição ao cristão em níveis extremos, mas o cenário atual do Afeganistão fez com que os dois países se igualassem em violência, intolerância e perseguição aos cristãos - explica Marcos Cruz, Secretário-Geral da Portas Abertas Brasil.

Confira a lista:

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários