Região Norte é a que menos se vacina contra o coronavírus, afirma Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comentou sobre as dificuldades encontradas na Região Norte para a vacinação da população contra a Covid-19.

O cardiologista disse que, por ser uma região "continente", com muitas áreas longíquas, em que só se chega de barco ou avião, é difícil o acesso ao sistema de saúde; o que tem impedido as pessoas de completarem o esquema vacinal.

- A Região Norte merece a nossa atenção especial. (...) É uma região continente que tem muitos desafios, áreas remotas, lugares que o acesso não é tão simples. Só pode ser por avião ou barco. Por outro lado, aqui, o nosso sistema de saúde, apesar de ter sido reforçado, não tem a mesma capacidade de resposta de Estados do Sudeste, de Estados mais desenvolvidos do Brasil. Preciso pedir a colaboração de todos para que vocês levem aqueles que conhecem que não tomaram a segunda dose para tomar. E aqueles que não tomaram a dose de reforço, procurem tomar - explicou o médico.

Em seguida, o ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) disse que, embora o Governo Federal não obrigue a vacinação, é necessário acabar com a pandemia.

- Não queremos obrigar as pessoas a tomar vacina. Queremos convencer as pessoas a tomar a vacina. (...) Na verdade, precisamos nos unir em torno de um objetivo em comum, que é acabar a pandemia - finalizou.

Segundo o Ministério, na Região Norte, há cerca de 1,8 milhão de pessoas aptas a tomarem a dose de reforço do fármaco ainda este mês. Porém, as autoridades sanitárias afirmam que a população não está procurando concluir ou mesmo iniciar o esquema vacinal. Quem fez a primeira dose, por exemplo, não costuma retornar para finalizar a vacinação e o percentual diminui ainda mais, quando se analisa a dose de reforço. Por isso, neste sábado (22), a pasta esteve nos Estados de Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins com postos de imunização para convencer a população a se imunizar.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários