Théo Becker fica entre os assuntos mais comentados do Twitter ao criticar Lula nas redes

O ator Théo Becker, que ficou muito conhecido em 2009 quando participava do reality show "A Fazenda", da Record, em virtude dos seus posicionamentos e decisões polêmicas, voltou a ser um dos nomes mais comentados do Twitter, neste sábado (22).

Théo, que já manifestou em outras ocasiões ser contra o ex-presidente Lula, condenado por corrupção, não se intimidou e citou "possíveis" medidas; caso o petista seja eleito para comandar o Brasil.

- Posse do Lula.
Primeiro dia: fim do Telegram e Instagram;
Segundo: soltar 80% dos bandidos presos e doar a Cuba 5 bilhões de dólares;
Terceiro: retirar as armas do cidadão de bem e fingir que queimou as armas, mas desviando-as para o tráfico;
Quarto: kit gay, prender héteros - disparou o artista.

No Twitter, o ator teve manifestações contra e a favor do post.

- Bah... pode doar o meu Pix mas taí minha frase: Passei Amar o THEO ainda mais ao ver que ele se posiciona como conservador sem medo de ser cancelado novamente! - disse um.

Enquanto outro seguidor reclamou:

- O cara que ficou conhecido por surtar dentro de um reality show. Está tendo ataques de pelancas no twitter - censurou.

Em julho de 2020, Becker concedeu entrevista e falou sobre as brigas e polêmicas nas quais esteve envolvido no programa "A Fazenda". Ele disse que os episódios editados pela direção da atração arruínaram sua carreira artística, pois ele ficou visto como "o louco" da casa e contou que o apresentador Britto Jr. foi o único que o ajudou e saiu em sua defesa.

- Fiquei muito tempo rancoroso com essas pessoas que me fizeram mal e que esconderam meu personagem em 'A Fazenda'. Implorei a Deus que tirasse de mim meu sentimento de vingança - relembrou.

E completou:

- A única pessoa que me ajudou foi Britto Jr. Um dos que podem dizer: 'Theo Becker, louco de A Fazenda, foi uma criação da direção do programa'. Eu tenho como provar isso - afirmou.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários