Podemos diz que CPI contra Moro é "projeto de vingança contra juiz que prendeu corruptos"

O Podemos, partido do pré-candidato à presidência da República, Sérgio Moro, divulgou uma Nota de Repúdio, nesta segunda-feira (24), contra a possível criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra o ex-magistrado.

São parlamentares do Partido dos Trabalhadores (PT), de Lula, que o ex-juiz federal da "Lava Jato" condenou, quem tentam conseguir no Senado o número de assinaturas necessárias para criação do colegiado. A sigla alega que Moro, ao deixar o cargo de Ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, não poderia ter aceitado trabalho em uma consultoria cujos rendimentos - quase que em 80% - vinham de alvos da operação anticorrupção da Polícia Federal.

O Podemos rebateu a denúncia e disse que "investigar o contrato de trabalho de um cidadão brasileiro com uma empresa privada nos Estados Unidos é uma ofensa à sociedade", servindo de "palanque político-eleitoral para um projeto de vingança ao juiz que prendeu corruptos".

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários