Quadrilhas furtam celulares e limpam contas bancárias até dentro de shoppings

Além de perder o celular, o brasileiro tem mais um motivo pra se preocupar: após o roubo do equipamento, os bandidos estão “limpando” as contas bancárias das vítimas, fazendo empréstimos bancários e pedindo dinheiro para o máximo de contatos possível do telefone.

Esta é a mais nova modalidade criminosa na praça.

Fora o transtorno causado por esse tipo de crime, todo o histórico do celular e as senhas são perdidas. Mas, calma! Ninguém está só nessa luta. Nem mesmo dentro dos shoppings, há tranquilidade. Muitos são os relatos sobre o delito, principalmente, no Estado de São Paulo; onde o crime iniciou.

Agora, um detalhe importante: as instituições bancárias demoram a responder os pedidos de ajuda do cliente para bloquear os aplicativos antes dos bandidos iniciarem o processo de “limpeza” das contas. Após o tempo perdido no atendimento das empresas, o estrago está feito e não há o que lamentar.

Os bancos, raramente, anulam os financiamentos contraídos e, sequer, ressarcem os valores transferidos.

Toda atenção ainda é pouca.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários