Câmara pede desculpas por "curtir" deboche sobre morte de Olavo de Carvalho

O perfil oficial da Câmara dos Deputados se desculpou, publicamente, por "curtir equivocadamente" um post que debochava sobre a morte do professor e filósofo brasileiro Olavo de Carvalho, na manhã desta terça-feira (25).

A casa disse que o erro ocorreu durante uma "interação inadequada", mas, assim que foi "detectado", a equipe da Câmara "corrigiu" o engano.

- A equipe de Comunicação da Câmara vem a público se desculpar pelo erro administrativo na conta oficial do Twitter. Ao acompanhar as notícias do falecimento do Dr. Olavo de Carvalho, houve equivocadamente uma interação. Detectado às 8h11, o erro foi imediatamente corrigido. Reiteramos nossos sentimentos à família e sinceras desculpas não somente como empatia humanitária, mas especialmente respeitosa ao Dr. Olavo de Carvalho. Reafirmamos nossa missão como veículo institucional, representativo, plural e de interesse público. Continuaremos buscando melhorar nossos processos para evitar erros - finalizou.

Também nas redes sociais, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou que já estava tomando as devidas providências para saber como o "equívoco" ocorreu.

- Soube agora que o perfil da Câmara dos Deputados curtiu um post debochando da morte do Prof. Olavo. Neste momento, estou tomando as providências administrativas para se averiguar o caso - disse.

O filósofo e escritor faleceu na noite desta segunda-feira (24), em Richmond, na Virginia (EUA). Ele foi diagnosticado com enfisema pulmonar.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários