Receita Federal não encontra indícios de "rachadinha" contra Flávio Bolsonaro e arquiva processo

A corregedoria da Receita Federal não encontrou indício algum de que o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PL), teria praticado "rachadinha" entre os funcionários do seu gabinete. O órgão analisou os dados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e não viu nenhuma irregularidade.

De posse das informações colhidas pelo Coaf, a Receita arquivou a denúncia contra o congressista e argumentou que não poderia dar prosseguimento no caso porque os dados que analisa são oriundos do próprio Conselho.

Embora o Escritório de Corregedoria da 7ª Região Fiscal (Escor07) e o Escritório de Pesquisa e Investigação da 7ª Região Fiscal (Espei07)— podem ter acessado criminosamente os dados fiscais do senador e embasado, por caminhos extraoficiais, a produção do relatório do Coaf que originou, em 2018, a investigação contra o filho do presidente. ​

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários