Dólar cai e chega a R$ 5,00

O dólar caiu, significativamente, em relação ao Real, nesta quarta-feira (16), chegando a 5 reais. A queda do valor ocorreu, quando os investidores se preparavam para as conclusões das reuniões de política monetária do Federal Reserve e do Banco Central do Brasil.

Às 12:32, o dólar recuava 0,82%, a 4,9999 reais na venda. A moeda norte-americana chegou a tocar 4,9951 reais na venda mínima do pregão.

A última vez que o dólar fechou abaixo dos 5 reais foi em junho de 2020 (4,9398).

O dólar futuro de maior liquidez perdia 0,85%, a 5,007 reais.

O Fed e o BC, autoridades do banco central norte-americano, não sinalizam uma mudança imediata na política monetária, mas já reconhecem que estão mais próximas de um debate sobre quando retirar parte de seu estímulo.

Enquanto isso, no Brasil, o BC deve anunciar o terceiro aumento consecutivo de 0,75 ponto percentual na taxa Selic, para 4,25%.

A possibilidade de um posicionamento mais duro da autarquia tende a favorecer a moeda doméstica.

A maior entrada de capital estrangeiro com o aumento de juros se deve principalmente a estratégias de “carry trade”, que consiste na tomada de empréstimos em moeda de país de juro baixo (iene japonês, por exemplo) e compra de contratos futuros da divisa de juro maior (como o real). Dessa forma, o investidor ganha com a diferença de taxas.

Nesta terça-feira (15), a divisa norte-americana spot fechou em queda de 0,61% contra o real, a 5,0414 reais na venda.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários