PSDB e MDB negociam "união" em prol de terceira via nas eleições presidenciais

Dois dos principais partidos políticos do Brasil, o PSDB e o MDB, têm um grande desafio pela frente: eles planejam "unir forças" para derrotar o presidente Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais deste ano. Mas, para isso, Simone Tebet (MDB) e João Doria (PSDB) teriam que decidir juntos quem vai abdicar da sua pré-candidatura para apoiar o outro; já que ambos foram escolhidos para representar suas respectivas legendas.

Caso a parceria entre as siglas dê certo, tucanos e emedebistas deverão ficar juntos por, no mínimo, 4 anos. Mas, nada de "juntar as escovas de dentes". É que os partidos terão cada um a sua autonomia operacional e financeira, independente da união. E, depois disso, podem se separar.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários