Paes ameaça investidores do Santos Dumont: "Não terão vida fácil"

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), ameaçou os possíveis investidores do leilão que o Governo Federal está fazendo para entregar à iniciativa privada o aeroporto de Santos Dumont. O gestor disse que os empresários não terão "vida fácil".

Paes disse que vai interferir em todas as esferas para tentar impedir que o aeroporto tenha o mesmo número de voos que dispõe hoje. Ele alega que o investimento de particulares no Santos Dumont afetaria diretamente o aeroporto de Galeão e isso ele não pretende permitir.

O prefeito ameaçou até abrir processos no Judiciário para que a cidade do Rio de Janeiro não seja prejudicada na visão dele.

O leilão do Santos Dumont é uma prioridade antiga entre os Executivos Nacionais, desde 2017, ele está na pauta dos governos. Por isso, para acalmar os ânimos, o ministro da Infraestrutura,

Tarcísio de Freitas, resolveu leiloar o aeroporto de forma isolada para evitar impasses ou troca de farpas. Além disso, o Governo do presidente Jair Bolsonaro prometeu investir também na região Norte do Rio e dialogar mais com o Estado.

O Secretário municipal de Desenvolvimento do Rio, Chicão Bulhões, elogiou as mudanças e disse:

- Parece que o Governo Federal, em acordo com o governador do RJ, recuou da ideia de sustentar pequenos aeroportos mineiros com a concessão do SDU (Santos Dumont). (...) Já é um avanço em defesa do Rio. Parabéns pelo acordo - escreveu ele nas redes sociais.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários