Mourão substituirá Bolsonaro em posse de Boric, no Chile

O presidente Jair Bolsonaro (PL) resolveu enviar o vice-presidente Hamilton Mourão à posse do presidente esquerdista do Chile,o líder estudantil Gabriel Boric.

O chileno toma posse no dia 12 de março e Bolsonaro já decidiu que não será um dos chefes de Estado a cumprimentar o rapaz em seu primeiro mandato.

- Não vou entrar em detalhes, porque eu não sou de criar problemas com relações internacionais. O Brasil vai muito bem com o mundo todo. Tem que ver quem é que vai na posse do novo presidente do Chile. Eu não irei - adiantou.

O Chile, sob o comando de Boric, acaba de anunciar o fim das Forças Armadas no país. Esse é um tema complexo e que tem gerado muita discussão, principalmente, para os militares que não veem com bons olhos um governo assumir total controle de um Poder no país.

Além da negativa em ir à posse de Boric, Bolsonaro também não compareceu na Argentina, Nicarágua, Bolívia e Peru. Todos sob a égide de governos socialistas.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários