Nienov contra-ataca e pede a prisão de Roberto Jefferson

Graciela Nienov, ex-presidente do PTB, após ter áudios vazados em grupo secreto de WhatsApp, fazendo complô contra o "ex-padrinho político", Roberto Jefferson, solicitou ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que prenda novamente o ex-deputado federal.

Nienov peticionou à Corte e disse que Jefferson não tem cumprido uma série de medidas que o magistrado determinou como: ficar sem se comunicar com outras pessoas e não participar de redes sociais. Por isso, ela requer nova prisão do "investigado, buscando evitar outros atos criminosos e desestabilização político-partidária”.

Ao que parece, Nienov ficou "magoada" com a carta divulgada por Jefferson em que a acusa a ex-amiga de traição e pede ao Supremo que lhe permita falar com ela, pessoalmente, uma última vez.

- Percebe-se, Excelência, que, seja pela carta assinada por Roberto Jefferson, seja pela dissolução sumária de comissões provisórias instituídas em conformidade com o Estatuto do PTB, seja pelas mensagens em aplicativo de conversas contendo, por interpostas pessoas, direcionamentos a correligionários, o ex-presidente do PTB vem, reiteradamente, descumprindo as decisões de Vossa Excelência, nas quais objetivava fazer cessar os atos antidemocráticos do ex-presidente do PTB, que se utilizava da estrutura partidária para atingir seus objetivos - argumentou.

Por conta da crise interna gerada no PTB, a sigla planeja nova eleição para diversos cargos. O pleito será semana que vem.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários