Temer é absolvido em ação que o levou à prisão

A Justiça Federal de Brasília absolveu o ex-presidente Michel Temer (MDB) e mais sete pessoas em uma ação que apurava corrupção e lavagem de dinheiro.

Além dele, o ex-ministro Moreira Franco (Minas e Energia); Othon Luiz Pinheiro da Silva (ex-presidente da Eletronuclear);

José Antunes Sobrinho (sócio da Engevix); o coronel João Baptista Lima Filho e os empresários Carlos Alberto Costa, Maria Rita Fratezi e Rodrigo Castro Alves Neves também foram beneficiados.

O juiz federal Marcus Vinícius Reis Bastos, responsável pelo processo, resolveu encerrar o caso porque disse que a denúncia era genérica e que não provava "efetivamente nada".

A "Operação Radiotividade" era parte integrante da "Lava Jato" e a Procuradoria-Geral da República (PGR) constatou que havia

fraude em contratos firmados entre Eletronuclear e as empresas AF Consult Ltd e Engevix, na construção da usina nuclear de Angra 3.

A investigação teve como base as delações de José Antunes Sobrinho, empresário ligado à Engevix, e do corretor Lúcio Funaro.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Mostrar comentários