Polícia pede prisão de funkeiros

Até o momento, 14 responsáveis por bailes funks durante a pandemia foram identificados e a Polícia Civil já pediu suas prisões.

Entre os acusados, estão MC Poza, DJ Markinho do Jaca e MC Negão da BL, além de nomes conhecidos como líderes de quadrilha de narcotráfico.

As acusações são de crimes de infração de medida sanitária preventiva, epidemia e associação ao tráfico de drogas.

Segundo as investigações, as festas ocorreram em áreas abertas das comunidades, sob o controle autorização e responsabilidade dos grupos criminosos que agem nessas áreas.

A polícia também destacou que, nesses eventos, as músicas, que fazem apologia ao tráfico e uso de drogas, além de sexo e violência, são colocadas em volume que não respeita a legislação dobre poluição sonora.

Siga o Jornal O Republicano nas redes sociais:

Facebook: O Republicano | Facebook

Twitter: @_ORepublicano

Instagram: @_ORepublicano

Por O Republicano
Mostrar comentários